4-revolução
Quarta Revolução Industrial

A Quarta Revolução Industrial e as inovações em curso.

O mundo está beira de uma grande revolução tecnológica (quarta revolução industrial), que promete trazer profundas alterações sociais, com potencial de transformar a maneira como vivemos, trabalhamos e nos relacionamos uns com outros. Via de regra, uma revolução tecnológica é caracterizada por mudanças abruptas e radicais, com tendência a tornar obsoleta a formar anterior de produção e socialização, através da incorporação de novas tecnologias. A primeira Revolução deu-se entre 1760 e 1840, movida por tecnologias como máquinas a vapor e linhas férreas, a sua principal característica foi a passagem de uma produção manual para uma produção mecanizada. A segunda ocorreu no final do século XIX e início do século XX, tendo como principais inovações a electricidade, a linha de montagem e a difusão da produção em massa. A terceira, que se iniciou na década de 1960 teve como característica principal a utilização da electrónica e da informática para modernizar e automatizar a indústria, também foi nesta época que surgiu e popularizou-se os computadores pessoais e mais tarde a internet. No entanto, tendo em conta os avanços tecnológicos recentes, alguns estudiosos, como o fundador e presidente executivo do Fórum económico Mundial Klaus Schwab defendem que estamos diante de uma quarta revolução industrial, que consiste na fusão de tecnologias e a interacção entre os domínios físicos, digitais e biológicos.

4º Revolução Industrial

 

Este vídeo mostra quais inovações estão reservadas para um futuro próximo

O professor Klaus Schwab, em um trabalho publicado em 2016 intitulado The Fourth Industrial Revolution afirma que há três razões pelas quais as transformações de hoje representam não apenas um prolongamento da Terceira Revolução Industrial, mas a chegada de uma Quarta e distinta: a velocidade, o alcance e a amplitude. A velocidade das descobertas actuais não tem precedentes históricos. Quando comparado com as revoluções industriais anteriores, a quarta está a evoluir a um ritmo exponencial e não linear. Além disso, promete afectar de forma sistémica quase todos os sectores em todos os países. E a amplitude e profundidade dessas mudanças anunciam a transformação de sistemas inteiros de produção, gestão e governação.

Nesta entrevista, o professor Klaus Schwab Klaws fala dos desafios da Quarta Revolução Industrial.

Assim em diversos sectores, o desenvolvimento e incorporação de tecnologias como Inteligência Artificial, Biotecnologia, Nanotecnologia, Robótica, Internet das coisas, Blockchain, impressão 3D, Computação em Nuvem, Computação Quântica e Big Data promete impactar positivamente o crescimento económico mundial, através de ganhos consideráveis de eficiência e produtividade, além de proporcionar uma melhor qualidade de vida através de avanços no campo da genética.

Para além dos benefícios esperados, o Fórum Económico Mundial realizado em Davos (2016) alertou que o aumento das desigualdades sociais, principalmente no mercado de trabalho representa a principal preocupação social associada a quarta revolução industrial. Pois, segundo dados apresentados no fórum, o mundo pode perder cerca de 7 milhões de empregos, devido a substituição humana por sistemas automatizados. Porém no próprio fórum foi avançado que esta perda de empregos pode ser aliviada pelo surgimento de 2.1 milhões de novos empregos. Outro dado realçado no fórum é que 65% das crianças que entram actualmente no primeiro de ano de escolaridade irão trabalhar em profissões que não existem hoje.

Para compreender melhor o futuro do emprego assista o vídeo

Importa salientar que, dada a necessidade que governos e empresas têm de serem capazes de responder prontamente às mudanças impulsionadas pela quarta revolução industrial, é urgente que este tema faça parte da agenda de líderes políticos e empresariais, sob pena de ocorrerem grandes perdas de competitividade e produtividade nas suas economias.

 

Fonte: Tech21Africa

  1. Kiesse Canito

    Agosto 23, 2018

    Gostei do Conteúdo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Name

E-Mail

Website

Comentário

Apresentação do Projecto Tech21 África: Inserção de Angola na Rota da Quarta Revolução Industrial